Ergonomia

Temos a melhor proposta comercial para sua empresa, solicite um orçamento pelo fone: 47-3026-4030 ou pelo e-mail: comercial@cremest.com.br

“A ergonomia é a ciência que se ocupa com a adequação do posto de trabalho, dos equipamentos, das ferramentas, do ambiente e da própria organização do trabalho às características psicofisiológicas dos trabalhadores, buscando sempre o máximo de conforto, segurança e produtividade”. (Dr. Nadion Rogério Indalêncio)

Vantagens para a empresa ao implantar um processo de ergonomia:

  • Otimizar o desempenho profissional (aumento de produtividade)
    Fornecer os dados para elaboração de Manuais
  • Normas e Procedimentos para trabalho
  • Racionalizar as tarefas
  • Minimizar os dispêndios energéticos
  • Melhorar o nível de conforto do ambiente do trabalho
  • Corrigir posturas dos trabalhadores
  • Minimizar a ocorrência de doenças ocupacionais oriundas dos postos de trabalho
  • Reduzir despesas com tratamentos médicos e cirúrgicos
  • Reduzir ações trabalhistas
  • Reduzir o estresse ocupacional
  • Reduzir o absenteísmo
  • Fornecer dados atualizados para o treinamento do pessoal e da hierarquia
  • Atender a legislação trabalhista

Serviços em Ergonomia:

Análise Ergonômica do Trabalho – AET
A análise ergonômica do trabalho irá definir sobre as condições de conforto, produtividade e segurança do ambiente de trabalho. Ao fazer uma análise ergonômica, não se pode ficar apenas no posto de trabalho; é necessário também verificar as características do ambiente (principalmente quanto ao conforto térmico, acústico e iluminação), a análise do método de trabalho, análise do sistema de trabalho e análise cognitiva no trabalho.
Objetivo da AET: Atender a legislação brasileira existente adequando os ambientes de trabalho e objetivando a preservação da segurança e saúde ocupacional, conforto e produtividade.
Enquadramento Legal:
Ergonomia – NR 17 (Normas Regulamentadoras aprovadas pela portaria 3.214). Conforme previsto no item 17.1.2, “Para avaliar a adaptação das condições de trabalho às características psicofisiológicas dos trabalhadores, cabe ao empregador realizar a análise ergonômica do trabalho, devendo a mesma abordar, no mínimo, as condições de trabalho conforme estabelecido nesta Norma Regulamentadora.”
Critérios Observados: Todos os itens exigidos pela NR17 e seus subítens:

  • 17.2. Levantamento, transporte e descarga individual de materiais.
  • 17.3. Mobiliário dos postos de trabalho.
  • 17.4. Equipamentos dos postos de trabalho.
  • 17.5. Condições ambientais de trabalho.
  • 17.6. Organização do trabalho.

Método de Avaliação inclui a utilização de várias ferramentas de análise ergonômica que são selecionadas de acordo com a necessidade do posto, tais como:
Método semi quantitativo de Moore e Garg, Método de Sue Rodgers, NIOSH, RULA, OWAS, REBA, Análise biomecânica, Check Lists, Avaliações fisiológicas e outras que necessitarem.

Assessoria na área de ergonomia
Assessoria para diagnóstico e aplicação de soluções ergonômicas na concepção de novos postos, layouts, equipamentos/máquinas, etc; na correção dos postos de trabalhos, dos métodos e da organização do trabalho e na sensibilização dos funcionários.

Comitê de Ergonomia
Tem como objetivo implantar e dar suporte ao comitê de ergonomia dentro da empresa. Estruturar e capacitar profissionais internos da empresa para o andamento do mesmo. O Comitê de Ergonomia gerenciará as avaliações, análises, implantação, registros e divulgação dos resultados dos projetos ergonômicos.

Definição do Perfil Antropométrico
Com o intuito de diminuir a exposição a riscos ergonômicos e desta forma amenizar os riscos de doenças ocupacionais, nos postos onde não há possibilidade de regulagens e ajustes na altura, define-se um perfil antropométrico para a atividade. Este perfil serve de guia para novas contratações ou mudanças de função, o perfil antropométrico é definido a partir de medidas do posto de trabalho e do tipo de atividade.

Exame funcional pré-admissional
O Exame funcional é realizado por fisioterapeuta com o objetivo de detectar pré-disposições a desenvolver doenças ocupacionais e/ou identificar doenças existentes, correlacionando o exame com a atividade que o candidato irá executar na empresa. O exame funcional Pré-admissional é caracterizado como mais um recurso a disposição dos médicos do trabalho para auxílio do exame admissional.

Ginástica Laboral
Como definição temos que a ginástica laboral é um conjunto de exercícios específicos realizados dentro do local de trabalho, que atua de forma preventiva e terapêutica, buscando compensar as sobrecargas da atividade laborativa. Os programas são desenvolvidos a partir de um diagnóstico funcional do trabalhador e seu posto de trabalho, personalizando o programa para cada setor da empresa. A Ginástica Laboral quando associada a programas de ergonomia tem apresentado ótimos resultados na prevenção das doenças ocupacionais, reduzindo absenteísmo, rotatividade e queixas dolorosas.

Laudo Nexo Técnico Epidemiológico Previdenciário (NTEP)
O Executivo Federal encaminhou ao Congresso Nacional a MP 316 visando aprovar o NTEP “conceda o benefício auxílio-doença acidentário (B-91), invertendo-se o ônus da prova, em favor do trabalhador acidentado”.
Decreto nº 6.042 – de 12 de fevereiro de 2007: “Altera o Regulamento da Previdência Social, aprovado pelo Decreto nº 3.048, de maio de 1999, disciplina a aplicação, acompanhamento e avaliação do Fator Acidentário de Prevenção – FAP e do Nexo Técnico Epidemiológico, e dá outras providências”. Após a emissão do benefício, se o mesmo foi considerado como auxílio-doença acidentário (B91) e a empresa, entendendo que a causa da doença não seja de origem ocupacional, terá 15 dias para apresentar defesa na Previdência Social.
Nossa equipe atua na análise de nexo da patologia com a atividade, correlacionando as possíveis sobrecargas físicas do trabalho com a etiologia da patologia em questão. Não havendo nexo, este laudo poderá ser encaminhado a Previdência para servir como defesa, havendo Nexo o laudo traz sugestões de melhorias para a situação.

Perícia médica e técnica
Atuação como perito assistencial em processos onde há envolvimento de doenças ocupacionais, realizando os quesitos, desenvolvendo análises do trabalho, acompanhamento de perícias judicias, perícias médicas, etc.

Programas de prevenção a doenças ocupacionais
Partindo de uma análise diagnóstica ergonômica e organizacional, desenvolve-se um programa de ações preventivas às doenças ocupacionais e acidentes do trabalho, com objetivo de reduzir/eliminar fatores de risco. Metodologia utilizada: implantação de rodízio nas atividades, pausas, micropausas, ginástica laboral, sensibilizações, treinamentos, seleção mínima, perfil antropométrico, adaptação gradativa no retorno ao trabalho, entre outras.

Reabilitação do INSS
A proposta visa auxiliar a empresa na reabilitação dos trabalhadores que por sugestão do INSS estão sendo recolocados na Empresa. Esta avaliação visa definir as dificuldades dos funcionários, definir um posto que o mesmo possa ser alocado em riscos a sua saúde e que o mesmo possa ser produtivo. Dar base para empresa em casos onde a reabilitação é inviável com relatório e laudo final que será apresentado ao INSS.

Reenquadramento Laboral
Auxílio de reenquadramento de funcionário afastado por doença ocupacional ou não, sendo que o trabalho consiste em uma avaliação cinético-funcional do trabalhador, buscando possíveis limitações para prática laborativa, definição e avaliação ergonômica do posto de trabalho do funcionário e acompanhamento do desenvolvimento das atividades e um parecer final quanto ao reenquadramento.

Treinamentos na área de Ergonomia:

  • Curso de Capacitação em Ergonomia
  • Ergonomia Básica Levantamento, Transporte e Descarga Individual de Materiais, conf. NR17
  • Ergonomia para Ambientes de Escritórios
  • Treinamento de Postura no Trabalho